Instaltec Tecnologia em Instalações
  • compromisso
    com a qualidade,

    responsabilidade
    e satisfação

    plena dos clientes

  • Aliando a

    Tecnologia,

    Furukawa e a

    Garantia TIA/ISO

    de Qualidade

    pode ficar

    tranquilo

    sua empresa está

    em boas mãos

  • redes projetadas de

    forma personalizada

    para cada situação.

    a instaltec

    oferece suporte

    a toda as suas

    necessidades

    em redes de

    computadores

NOVIDADES

Página Inicial / Sem categoria /
Anúncios fraudulentos em vídeo podem estar acabando com sua bateria no Android

Anúncios fraudulentos em vídeo podem estar acabando com sua bateria no Android

25 de março de 2019

Uma prática antiética de diversos desenvolvedores pode ser a responsável pela bateria do seu smartphone Android durar cada vez menos. Segundo matéria publicada pelo Buzzfeed, engenheiros de aplicativos no Android vêm se tornando adeptos dos in banner video-ads — vídeos monetizados que são reproduzidos em players de segundo plano, longe dos olhos do usuário e escondidos por trás de banners estáticos.

Tal prática é muito comum em apps de jogos casuais que seguem o modelo de negócios “freemium”, ou seja, são gratuitos para baixar, mas oferecem recursos pagos por meio de assinaturas ou valores únicos. Enquanto o jogador não pagar, anúncios serão exibidos de forma massiva a cada ação do usuário.

O problema é que o Android reconhece um banner deste como vídeo, executando o processamento comum a esse formato de mídia e, efetivamente, drenando a bateria. Entretanto, empresas grandes também não são isentas da prática, que foi vista até mesmo em apps como o Twitter (alguns apps fazem uso da plataforma MoPub, que é acusada de atuar justamente nessa publicidade).

Exemplo de banner falso, contendo um vídeo rodando em segundo plano: esgotamento de bateria e processamento excessivo são consequências dessa prática vista em vários apps (Imagem: Reprodução/PhoneArena)

A matéria do Buzzfeed aponta o dedo para uma companhia israelense com escritório em Nova York, chamada Aniview, que nega ser parte dessa prática. Segundo posicionamento da própria empresa, ela se diz vítima de uma terceira entidade que invadiu seu código e executou o modelo de publicidade, direcionando usuários a malwares e aplicações maliciosas.

Entretanto, a firma de verificação DoubleVerify, que atua na redução deste tipo de ação, avaliou o código da Aniview e mostrou evidências de que a própria companhia estaria fazendo isso. O Buzzfeed levou o material ao CEO da Aniview e, um dia depois, os anúncios em segundo plano pararam de rodar.

Em sua maioria, os vídeos que rodam em segundo plano não possuem um contexto e tampouco são direcionados ao usuário, reduzindo-se a meras plataformas monetizadas, cuja reprodução foge ao controle de quem usa o app. É importante ressaltar, porém, que os banners à frente do vídeo escondido possuem links para a Play Store, levando a apps duvidosos. Se você por acaso clicar em algum destes, considere remover o app que abriu.

Via canaltech