Estudo estima que até o fim deste ano 3,2 bilhões de pessoas estarão conectadas

O estudo é liberado anualmente e mostra a evolução e as lacunas de conectividade que ainda precisam ser preenchidas em todo o mundo. 

A pesquisa deste ano mostra uma quantidade significativa de progressos realizados desde o ano 2000, mas muita coisa ainda precisa ser feita. Para cada usuário de internet em um mundo desenvolvido, há dois online em um mundo que ainda está em desenvolvimento, ou seja, existem quatro bilhões de pessoas em países em desenvolvimento que ainda não possuem acesso à internet.

A ITU espera que até o final deste ano existam mais de sete bilhões de conexões via dispositivos móveis. Nos anos 2000, esse número chegou a 738 milhões.

As redes 2G cobrem 95% da população mundial, enquanto as redes 3G cobrem apenas 69%, expandindo lentamente para ambientes rurais. Na Europa, a utilização da internet é mais elevada, sendo 82,1% de pessoas conectadas em casa, seguida da América, com 60%.

A Coreia ainda está na liderança com as velocidades mais rápidas a chegar à maioria de sua população, seguida da França, Irlanda e Dinamarca. Zâmbia, Paquistão e Senegal estão no fim da lista como as piores velocidades de internet, como mostra o gráfico acima.

O relatório completo pode ser visto no site The Next Web.

Via canaltech.com.br

Outros Artigos

Aviso de Recesso Junino

Estaremos em período de recesso do dia 22 a 25/06.