Roteador de fibra óptica: como escolher o melhor

tudo sobre roteador de fibra óptica

A conexão com a internet pode sofrer interferência de inúmeros fatores. Paredes, antiguidade e qualidade dos materiais e equipamentos, conexão wi-fi da vizinhança e até aparelhos eletrônicos podem causar problemas na conexão. Ao contratar um serviço de conexão com a internet, o cliente recebe um roteador da operadora do serviço. No entanto, este roteador apresenta tecnologia limitada, o que impede a realização de configurações mais avançadas. Nesse artigo, você aprenderá sobre o roteador de fibra óptica, a diferença entre ele e o modem e também saberá como escolher o que melhor atende às suas demandas.

O que é um roteador de fibra óptica?

O roteador de fibra óptica é aquele utilizado para o transporte de dados por meio de cabos de fibra óptica. Ou seja, se você possui uma conexão de internet via cabos de cobre, estará utilizando um roteador comum. Mas se a sua conexão de internet é via fibra óptica, aí, sim, precisará de um roteador compatível com essa tecnologia.

O papel do roteador é possibilitar a conexão à rede via wi-fi. Então, ele funciona como um decodificador de sinal, orientando o tráfego dos dados e entregando a conexão para onde for preciso, dentro daquela distância específica.

Por que optar por uma conexão por fibra óptica

E já que estamos falando do roteador de fibra óptica, vale a pena fazer um parêntese aqui, a fim de que você conheça as vantagens desse tipo de tecnologia. A fibra óptica é um meio avançado e moderno de transmissão de dados e informações.

Então, ao montar a infraestrutura de rede com cabeamento de fibra óptica, você garante um sinal com um nível de qualidade infinitamente superior às demais tecnologias disponíveis no mercado.

Isso significa que você terá uma internet muito mais rápida, mais estável e segura. Ou seja, os problemas de conexão caem drasticamente e você garante a preservação da segurança dos dados. Tudo isso com uma velocidade de conexão maior.

Diferenças entre roteador, modem e ONT

Muita gente confunde os conceitos e funções do modem e do roteador, e agora vamos esclarecer a principal diferença entre eles. E também falaremos do terminal de rede óptica (ONT).

O modem é um equipamento que leva a internet de fora para dentro de sua casa. Ele recebe o sinal enviado pelo provedor e converte esse sinal em acesso à internet. O modem, portanto, é o que permite ter internet em casa.

Já o roteador, por sua vez, tem relação com a distribuição desse sinal de internet para os dispositivos portáveis e sem fio. Ele encaminha os pacotes de dados de internet para o destinatário, e é por causa dele que você consegue ter acesso à internet via wi-fi.

É como se o roteador captasse o sinal da internet e dividisse esse sinal em tantas quantas forem as linhas necessárias. Então, você consegue ter internet no celular, no notebook, no tablet, na smart TV, etc por causa do roteador.

Por fim, o ONT, ou terminal de rede óptica, é um aparelho específico para transmissão de dados por fibra óptica. Assim, o equipamento funciona como um distribuidor de sinais, que pode enviar sinais distintos, seja internet, televisão, etc.

3 dicas para escolher um roteador de fibra óptica

Duas situações são as mais comuns para o tomador de serviços de internet precisar adquirir um roteador de fibra óptica. A primeira, quando o provedor não fornece o equipamento dentro do plano escolhido, embora normalmente o empréstimo do equipamento já faça parte dos pacotes principais.

A segunda, no entanto, ocorre quando você precisa mexer com configurações mais avançadas ou ainda se o roteador fornecido dentro do pacote é incompatível com as tecnologias que você utiliza. Em ambos os casos, é necessário adquirir um novo roteador. Mas o que devo levar em consideração na hora da escolha? Confira abaixo:

1. Observe a versão do padrão wi-fi

O padrão global do wi-fi é o Wi-Fi 802.11, seguido de uma das letras: a, b, g, n, ac. Essas letras referem-se à versão, da mais antiga à mais nova. Então, o melhor é adquriir o roteador mais moderno, ou seja, o Wi-Fi 802.11ac.

2. Verifique a banda

Existem roteadores com banca única, que utilizam apenas 2,4 GHz, e existem aqueles com bando dupla, que trabalham tanto com 2,4 GHz quanto com 5 GHz. Então o ideal é optar por um roteador de duas bandas, que suportam ambas velocidades.

3. Certifique-se do desempenho real de sua internet

Alguns roteadores de banda dupla, por exemplo, anunciam como velocidade máxima a soma das velocidades de cada uma das bandas. Nesse sentido, o ideal é você saber exatamente qual a velocidade máxima de sua rede, a fim de que possa escolher um roteador compatível. Assim, não comprará um aquém da necessidade, nem gastará demais com um que oferece além do que você precisa.

Como comprar o melhor roteador?

Entre em contato com a equipe da Instaltec, para contratar uma consultoria específica para sua necessidade. A empresa faz o planejamento e instalação da infraestrutura de rede em fibra óptica e te indicará o melhor roteador para otimizar a sua necessidade.

Outros Artigos