Aplicação da fibra óptica na automação

Confiabilidade, segurança e estabilidade na aplicação da fibra óptica na automação.

A aplicação da fibra óptica na automação praticada pela Instaltec pode ser notada no integrado a redes de automação existentes ou em substituição ao cabeamento metálico com vantagem de: alto grau de confiabilidade, imunidade às interferências eletromagnéticas, alcance de dezenas de metros até quilômetros, segurança na transmissão de dados e maior velocidade de transmissão dos dados.

Nesse sentido, a aplicação da fibra óptica na automação revela altas demandas em termos de confiabilidade, segurança e estabilidade e, portanto, esses requisitos também são exigidos pelas redes ópticas.

Dessa forma, a disseminação das redes de comunicações industriais vem exigindo estruturas capazes de garantir, não somente a segurança na transmissão dos dados, mas uma maior velocidade de transmissão.

Todavia, um sistema de automação industrial consiste na completa distribuição do processamento e concentração das informações de processo. Assim, o conjunto dos equipamentos de automação, constituído pelos atuadores, controladores e sensores espalhados pela planta industrial, controlando bombas, sistemas de refrigeração e aquecimento, elevadores, segurança, etc., interligados aos computadores dos diversos sistemas, através da rede de comunicação em um centro de controle caracterizam essa estrutura.

Leia mais: Aplicabilidade de Redes Ópticas Passivas

Reduzir despesas e melhorar a disponibilidade e confiabilidade das redes locais industriais.

Aplicação da fibra óptica na automação em redes passivas

Partindo do pressuposto de que redes locais industriais que utilizam cabeamento metálico possuem limitação na sua capacidade máxima de transmissão, bem como nas distâncias que atingem, é possível afirmar que estas apresentam uma vida útil dependente da infraestrutura onde estão inseridas. Por isso, faz-se necessário compreender a aplicação da fibra óptica na automação.

Como estratégia de evolução tecnológica, o cabo óptico pode se firmar como uma solução de grande potencial para as redes locais. Como não conduz eletricidade, o cabo de fibra óptica também pode ser útil em áreas onde grandes quantidades de interferências eletromagnéticas estão presentes, como em um chão de fábrica (ambiente industrial) (FEY e GAUER, 2013).

O acréscimo de serviços numa rede óptica passiva é muito simples. Especialistas no assunto defendem a redução dos custos de implantação e de manutenção, pela ampliação da largura de banda disponível sem a necessidade de aumento no número de componentes ativos na rede como a principal vantagem da arquitetura.

Trata-se, pois, de uma solução que permite conduzir a fibra óptica monomodo até a sala de controle, chão de fábrica ou estação de trabalho com um custo inferior ao das redes locais tradicionais baseadas em cabeamento metálico.

Aplicações de redes ópticas passivas representam uma solução para as redes locais de computadores, com menor custo de instalação e de manutenção. Pertencem ao conceito aplicado às redes locais para comunicação utilizando a infraestrutura óptica passiva para tráfego de informações na rede local. Soluciona problemas de banda corporativa, uma vez que a tecnologia óptica possui uma capacidade infinitamente maior do que a de uma rede de cabeamento metálico padrão.

A manutenção mais simples, os custos de operação mais baixos e a flexibilidade do gerenciamento quase ilimitada são alguns dos benefícios adicionais do emprego da tecnologia em ambientes industriais. Desse modo, a proteção do investimento, bem como o desembolso de manutenção, pode ser drasticamente reduzida. Além disso, reduz a arquitetura das redes, desde o mapeamento até a lógica e distribuição, com gerenciamento simples e, ao mesmo tempo com recursos avançados.

A aplicação da fibra óptica na automação atende às seguintes exigências:

•          Alto grau de confiabilidade;

•          Imunidade às interferências eletromagnéticas;

•          Alcance de dezenas de metros até alguns quilômetros.

•          Integração com redes de automação e sistemas de controle existentes.

O objetivo é reduzir despesas e melhorar a disponibilidade e confiabilidade das redes locais industriais.

O cabo óptico pode se firmar como uma solução de grande potencial para as redes locais.

Impacto da tecnologia no meio ambiente

Em uma perspectiva paralela, vale o destaque para a preocupação das empresas em buscar soluções de sistemas industriais com o impacto da tecnologia no meio ambiente. Esse ponto de atenção perpassa pela utilização mais eficiente de energia, recursos e insumos na produção, uso de matéria-prima e substâncias menos tóxicas na fabricação. Abrange os recursos tecnológicos que consumam menos energia, que não agridam o meio ambiente na sua utilização e operação e, por fim, não proporcione (ou minimize) os impactos no descarte, facilitando a reciclagem e reutilização.

Por outro lado, ao mesmo tempo em que aponta melhorias no desempenho da rede de comunicação, a utilização de redes ópticas passivas permite a estruturação de uma rede com menor número de elementos ativos garantindo a redução do consumo de energia e também dos gastos com refrigeração e proteções elétricas, além de menor utilização de materiais como plástico, por exemplo. Por esta razão, a aplicação da fibra óptica na automação em redes ópticas passivas também pode ser tratada como uma tecnologia “verde” que contribui para o resultado financeiro da empresa, uma vez que se traduz em menores despesas operacionais e de remanejamento de recursos.

No geral, é possível mencionar vantagens técnicas e econômicas e os desafios para a aplicação de redes ópticas passivas no ambiente industrial:

 •         Centralização de gerenciamento;

•          Simplicidade de construção, operação e manutenção;

•          Redução de custos com infraestrutura;

•          Convergência IP;

•          Disponibilidade;

•          Facilidade de atualização da rede;

•          Não é limitada pelas restrições de distância e largura de banda das redes metálicas tradicionais.

•          Alto valor agregado (produtos e serviços).

Das vantagens econômicas:

•          Redução de ativos, armários e racks de conexão;

•          Reduz drasticamente a necessidade de alimentação elétrica e infraestrutura de refrigeração;

•          Elevada expectativa de duração do cabeamento;

•          Redução do ciclo de atualização da infraestrutura de cabeamento (à medida que a tecnologia evolui, apenas os terminais ativos necessitam de atualização);

•          Redução do número de vias de passagem para cabos e economia de espaço (cabos com menor diâmetro e mais leves).

As redes ópticas passivas apresentam uma relação custo-benefício interessante para aplicação nos ambientes industriais, uma vez que viabilizam uma redução significativa de custos de projeto. Também permitem que sejam resolvidas dificuldades relacionadas com restrição de espaço físico e encaminhamento de cabos devido à ampliação e ou modernização da planta industrial. Redes passivas permitem ainda a configuração e o gerenciamento mais eficiente dos ativos de rede, reduzindo o consumo de energia e recursos de refrigeração o que, em tempos de responsabilidade social, também se traduz em vantagem competitiva.

Gostou deste artigo? Esperamos que você tenha conhecido um pouco mais sobre a aplicação da fibra óptica na automação.

Para conhecer a nossa história e contratar os nossos serviços, entre em contato agora mesmo com o nosso time de especialistas: (71) 3230-0789/3341-7725.

Outros Artigos

Fibra óptica em áreas industriais

Partindo do pressuposto de que a fibra óptica é uma das grandes tendências da telecomunicação, é possível compreender este recurso como uma alternativa significativa para